fbpx

É hora de voar, Sam Gardner

[tempo de leitura: 3 minutos]

Mesclando entre um novo capítulo e um encerramento da história da família Gardner, “Atypical” tem seu desfecho após 4 temporadas de sucesso.


DDepois de quatro anos desde a estreia de Atypical, em agosto de 2017, a série Original Netflix,  finalmente chegou ao fim em 9 de julho deste ano. Durante quatro anos o público teve a oportunidade de acompanhar o dia a dia da família Gardner, em especial a vida de Sam (Keir Gilchrist), um jovem no espectro autista.

Em cada uma das temporadas, fomos apresentados aos desafios e conquistas na vida do protagonista atípico como, por exemplo, sua primeira namorada ou a ingressão à universidade. Sendo assim, a última temporada chega para apresentar um capítulo “final” na vida dos integrantes da família Gardner.

 

INDEPENDÊNCIA DE SAM

Logo no primeiro episódio do novo ano de Atypical, descobrimos que Sam está indo morar junto de Zahid (Nik Dodani), seu melhor amigo. Os dois alugaram um apartamento e estão decididos a seguir com essa ideia até o fim, mesmo sabendo dos desafios que ela implica. Quem está preocupado com tudo isso são os pais de Sam, Elsa (Jennifer Jason Leigh) e Doug (Michael Rapaport), que ficam receosos com o fato do filho sair de casa.

A convivência entre o Sam e o Zahid é mais complicada do que eles estavam imaginando. A princípio os dois não concordam com as regras estabelecidas e isso gera alguns conflitos de convivência, mas depois de muita conversa eles conseguem chegar a um acordo benéfico para ambos. E a grande responsável por não deixar o jovem Gardner desistir dessa independência é sua mãe, em uma conversa franca sobre essa nova etapa de vida que ele está vivendo, da independência e dos desafios inclusos nisso.

 

INDO ATRÁS DOS SONHOS

A temática central trabalhada nessa última temporada são os sonhos e os objetivos. Qual é o meu propósito? é a pergunta que Sam se faz diariamente, sendo o pontapé para se trabalhar o encerramento de Atypical e os arcos de cada um de seus personagens.

  • Save

Para começar, o personagem de Gilchrist percebe que o seu grande sonho é ir para a Antártica estudar os pinguins. Contudo, apesar de conhecer muito sobre o continente e a respeito dos pinguins, realizar essa viagem é complexa. E enquanto Elsa e Doug acreditam que se trata de uma ideia passageira, Paige (Jenna Boyd), a namorada de Sam, tenta fazer com que ele desista do plano mostrando os desafios que ele estava desconsiderando.

Paralelo aos planejamentos de Sam, sua irmã mais nova, Casey (Brigette Lundy-Paine), está lidando com outros problemas. Por mais que ela esteja feliz em seu relacionamento com Izzie (Fivel Stewart), fica evidente que a personagem está tendo problemas de ansiedade e que isso afeta o seu rendimento na corrida, além de seu desempenho escolar. O episódio Pássaro Mágico 2# (S04E08) explora um pouco mais a respeito da crise de ansiedade da jovem, as consequências disso em sua vida e a busca da personagem pelo o que a faz bem.

Outro personagem que também se questiona bastante sobre seu futuro é Doug. Depois de perder seu melhor amigo, ele começa a questionar sobre sua vida e o que ele gostaria de fazer além do trabalho, de forma que o leva a tomar uma decisão que vai impactar a vida da família – em especial a de Sam.

 

O ENCERRAMENTO

Com um total de 10 episódios, a última temporada de Atypical trabalha o encerramento dos arcos dos personagens com cuidado, afim de não deixar muitas pontas em aberto. Ao mesmo tempo em que é apresentado ao público as questões do dia-a-dia que os personagens precisam lidar, também é desenvolvido o propósito de cada um e o que eles querem para o futuro — até mesmo Paige, que se encontrava numa fase confusa após ter largado a faculdade, consegue descobrir o seu grande sonho.

O único personagem que é deixado de lado é Evan (Graham Rogers), o ex-namorado de Casey. Depois do término no casal na terceira temporada, o seu tempo de tela diminuiu consideravelmente se comparado com as temporadas anteriores. Se antes Evan tinha alguma relevância na trama, durante a quarta temporada o personagem faz pequenas aparições sem muita importância.

  • Save

Apesar desse detalhe, a última temporada de Atypical é encerrada de forma bastante positiva. A conclusão dos personagens é condizente com o que foi apresentado e trabalhado nas temporadas anteriores. Dessa forma, o ano final entrega um final extremamente emocionante, ainda mais para os fãs que passaram anos acompanhando a jornada de problemas e conquistas dos membros da família Gardner.

bruna curi

tem 20 anos, é estudante de Jornalismo, mineira, capricorniana e blogueira nas horas vagas. apaixonada por Livros, Filmes e Séries. gosta de escrever, é uma de suas maiores paixões.

Back To Top
Right Menu Icon
Share via
Copy link
Powered by Social Snap