Uma série para os Wildcats

Uma Série Para Os Wildcats
[tempo de leitura: 3 minutos]

Pouco inspirada, a nova série de High School Musical é, acima de tudo, uma grande homenagem e celebração para a trilogia original de filmes.


U“Uma vez Wildcat, sempre Wildcat!”. Para quem ainda não desapegou da trilogia de filmes de High School Musical e continua amando tudo o que ela representa, a Disney lançou uma série com a temática. High School Musical: The Musical: The Series (sim, esse é o título) é uma das produções feitas exclusivamente para o Disney+, nova plataforma de streaming da empresa do Mickey. Ao invés de um remake, a proposta é outra: na série, os alunos do East High School são loucos por toda a história de Troy e Gabriella, que tomou lugar na escola em que eles estudam.

Em HSMTMTS, Miss Jenn (Kate Reinders) é contratada pela East High School de Salt Lake para ser a nova professora de teatro do colégio. Sua primeira decisão é produzir, junto com os alunos, um musical inspirado no primeiro filme de High School Musical. E, por ter participado do longa como uma atriz secundária, ela acredita ser a melhor escolha para treinar e ensaiar os alunos, muito empolgados.

Paralelamente à produção do musical, a série também traz a relação dos alunos entre si. Após as férias de verão, muitas coisas mudaram para os estudantes. Nina “Nini” Salazar-Roberts (Olivia Rodrigo), que é nossa “Gabriella”, está namorando o queridinho do colégio, E.J. Caswell (Matt Cornett), de quem ficou próxima no acampamento de teatro. Apesar de E.J. ter de tudo para ser o Troy, acaba sendo escalado como Chad, e quem ganha o papel de protagonista é Ricky Bowen (Joshua Basset), o ex-namorado de Nini. Bem drama adolescente mesmo.

  • Save

Além de atuar no musical, os alunos também ficam responsáveis por todo o resto, como figurino, cenário, maquiagem, iluminação, coreografias e som. É muito legal de ver como a turma realmente se envolve e passa a se dedicar totalmente ao projeto. Alguns deles são realmente fãs do filme original, então acontece uma identificação entre os personagens e o público, que faria o mesmo se estivesse no lugar deles.

O que merece uma nota 10 é a representatividade. O elenco conta com personagens LGBTQIAP+, negros, asiáticos e plus size. A integração deles não é forçada e nem carregada de estereótipos. O melhor de tudo, e que merece mil estrelinhas, foi a escolha de colocar um garoto para interpretar Sharpay Evans: é Seb Matthew-Smith (Joe Serafini) quem ganha o papel de ser a garota mais fabulosa da escola – sendo um arraso.

  • Save

A série funciona como uma espécie de tributo ao filme e é um programa legal para os fãs de High School Musical. O elenco não tem nenhum ator muito incrível e o roteiro deixa a desejar, mas serve como uma forma de matar a saudade de toda a ideia por trás do filme. HSMTMTS é para quem vive um caso de amor com a franquia desde 2006, mas não serve para cativar novos públicos. Contudo, pelo desenrolar da narrativa, parece que essa foi a intenção da Disney mesmo. Não existem cenas memoráveis, músicas chicletes ou momentos incríveis. É só uma série para quem ama High School Musical mesmo.

HSM: A SÉRIE
High School Musical: The Musical: The Series contou com dez episódios, lançados às sextas-feiras entre os dias 08/11/2019 e 10/01/2020. A segunda temporada já foi anunciada, mas ainda sem data prevista para a estreia.

PLAYLIST

  • Save

Deborah Almeida

deborah almeida

tem 20 anos, estudante de Jornalismo, feminista e praticante de yoga nas horas vagas. veio ao mundo para enaltecer as divas do Pop, escrever sobre as coisas loucas que passam pela sua cabeça e fazer origami.

Back To Top
Share via
Copy link
Powered by Social Snap