fbpx
Drik Barbosa é uma rapper em ascensão na música brasileira, entregando um EP cheio de referências e mostrando seu talento.

Drik Barbosa é uma rapper em ascensão na música brasileira, entregando um EP cheio de referências e mostrando seu talento.


CCheia de gana e cheia de marra. É assim que Drik Barbosa, a grande revelação do rap, chega com seu EP de estreia Espelho. Com cinco músicas, o trabalho apresenta letras poderosas, que mesclam o R&B e o Rap, trazendo a vivencia, os questionamentos e a força da mulher negra.

Com 11 anos de carreira, Adriana Barbosa, de 25 anos, nascida em Santo Amaro e criada em Vila Mariana, região Centro-Sul de São Paulo, já vem chamando atenção no cenário musical há algum tempo. No entanto, só agora teve o trabalho autoral lançado para o grande público. Para isso, contou com a gravadora Laboratorio Fantasma, selo dos irmãos Emicida e Evandro Fióti, com quem já colaborou na música Avuá, tema do desfile da LAB na edição de 2017 do São Paulo Fashion Week.

Com direção e produção musical de GROU, que já assinou materiais de Emicida, Kamau, Criolo e Rimas & Melodias, Espelho apresenta um ar intimista, mas ao mesmo tempo inspirador. “Cada faixa contém a minha personalidade na forma como falo sobre os temas que abordo. Procuro ser uma pessoa otimista e passo isso nas canções, porém quando falo sobre preconceitos, racismo, machismo e coisas negativas que me rodeiam, sou bem direta para que me ouçam e entendam a urgência de transformar essas questões”, revela a artista.

O primeiro single, Melanina, no entanto, é a única faixa produzida por Deryck Cabreba, que já trabalhou com Criolo, Jay Prince e Don L. Com batidas dançantes e rimas com diversas referencias de personalidades negras, a música traz a participação do rapper Rincon Sapiencia. Além do artista, o compilado musical conta com a colaboração de MC Stefanie, na faixa Espelho. A rapper é uma das inspirações de Drik, que assim como ela, também faz parte do grupo Rimas e Melodias, composto pelas MCs Tássia Reis, Karol de Souza, Alt Niss, Tatiana Bispo e a DJ Mayra Maldjian.

Além disso, o EP mostra a versatilidade de Drik Barbosa ao apresentar a romântica balada Inconsequente e a poderosa Camélia, que se destaca como uma das faixas mais interessantes de sua carreira, com rimas cheias de autoestima, força, empoderamento e representatividade. Canção que faz referência ao grande sucesso Negro Drama, dos Racionais MC’s. “Várias negra drama tão sem incentivo, ainda quer saber porque eu rimo? O sistema é cruel e segue oprimindo é por isso que eu digo o que digo”, canta.

Além desse trabalho, o primeiro álbum da artista, intitulado Herança, deve ser lançado em breve em parceria com a Natura Musical. Todas as músicas lançadas até o momento e citadas nessa matéria estão disponíveis nas plataformas de streaming.


Compartilhe

Twitter
Facebook
WhatsApp
Telegram
LinkedIn
Pocket
relacionados

outras matérias da revista

Televisão
Giovana Silvestri

Uma busca pela juventude

“Amigos da Faculdade” toma uma novo rumo na sua segunda temporada, mas ainda traz seus personagens em busca do sonho de retorno à juventude. A série Amigos da Faculdade, da Netflix, estreou sua segunda temporada dia 11 de janeiro e trouxe consigo mudanças em seus personagens e seu enredo. Criada por Nicholas Stoller e Francesca Delbanco, a comédia recebeu inúmeras críticas em relação ao seu elenco e sua proposta. O show, como o título já insinua, acompanha o reencontro de seis amigos da faculdade que começaram a morar na mesma cidade vinte anos depois de se formarem. Ethan (Keegan-Michael Key), Lisa (Cobie

Leia a matéria »
Back To Top